Nova frota na Batalha

A SUMA inaugurou, no passado dia 7 de março, a nova frota afeta à sua prestação de serviços no município da Batalha. O evento, que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Batista dos Santos, e do Presidente do Conselho de Administração da SUMA, Jorge Rodrigues, teve lugar junto ao emblemático Mosteiro da Batalha.

Renovada em 2007, a atual ligação contratual da SUMA com a Batalha vigorará até 2022. A relação de confiança firmada e o comprometimento da SUMA com a garantia de satisfação das necessidades emergentes do município motivou a renovação do parque de viaturas que se assinalou, num investimento que rondou o meio milhão de euros.

Divididas em três viaturas recolhedoras/compactadoras de RSU de diversas capacidades e uma viatura lava contentores de 8.000 litros, as viaturas pesadas que estão, agora, ao serviço da salubridade e higiene públicas deste município seguem a norma Euro 6, apresentando baixas emissões de partículas e de poeiras finas, baixa emissão de CO2, redução dos consumos de gasóleo e do ruído produzido, cumprindo com as mais recentes normativas europeias para esta área, o que se traduzirá numa maior eficiência nos serviços prestados e maior sustentabilidade ambiental, bem como conforto acrescido para trabalhadores e populações (pela redução de ruído e de emissões).

Paulo Batista dos Santos referiu que a renovação da frota da SUMA representa “uma maior eficiência nos serviços prestados e um ganho substantivo quanto à sustentabilidade ambiental”. O autarca adiantou, ainda, que a parceria entre câmara e SUMA “é de grande importância e pautou-se sempre com grande sentido de responsabilidade, desde o início da concessão”.

Remonta ao ano de 1995 aquele que é o mais antigo contrato da SUMA para a recolha de resíduos e limpeza urbana. Atualmente, as atividades desenvolvidas nas quatro freguesias que constituem o concelho da Batalha, com uma área de intervenção de 104 km², comportam a recolha de RSU e seu transporte a destino final; o fornecimento, manutenção, lavagem, desinfeção, desengorduramento e desodorização de contentores, e a manutenção e limpeza de papeleiras; a limpeza urbana da vila da Batalha e das freguesias; a limpeza de feiras e mercados (Vila da Batalha e S. Mamede); a recolha de monos e monstros no concelho; e a realização de campanhas de sensibilização ambiental, prestações que abrangem uma população de cerca de 16 mil habitantes. Novos serviços, foram, ainda, acrescidos aos inicialmente previstos, os quais englobaram a renovação de contentores e papeleiras na Vila da Batalha, o reforço da recolha de monos e monstros nas sedes de freguesia e a aplicação de herbicida.