SUMA assina protocolo de cooperação com município de Vila Nova de Gaia

No âmbito do seu mais recente projeto de sustentabilidade ambiental e responsabilidade social – RIMA’RTE, Artesanato Reciclado -, a SUMA assinou, no passado dia 1 de dezembro, um protocolo de cooperação com o município de Vila Nova de Gaia. Estiveram presentes nesta cerimónia, em representação das instituições visadas, a vereadora do ambiente da autarquia, Mercês Ferreira, e o presidente do conselho de administração da SUMA, Jorge Rodrigues.

Através da GAIURB, empresa municipal responsável pela gestão e exploração do parque habitacional do concelho de Vila Nova de Gaia – que promove, igualmente, o desenvolvimento das competências pessoais e sociais das famílias aí residentes -, a qual atuará em parceria com a Cooperativa Escola das Virtudes, a SUMA irá operacionalizar a produção dos objetos derivados da reutilização e reconversão dos desperdícios que chegam ao aterro de Resíduos Industriais Não Perigosos da Lustosa, gerido pela sua participada RIMA. Estes novos produtos irão substituir fornecimentos externos, no que toca ao suporte de projetos corporativos e de responsabilidade social da SUMA, bem como de educação e sensibilização ambiental.

De forma a potenciar a amplitude deste projeto, a SUMA encontra-se a instruir uma candidatura a fundos comunitários, destinada a obter financiamento para componentes logísticas, como maquinaria adequada à produção dos bens a executar. Adicionalmente, será criado um circuito de comercialização paralela, através da criação de uma loja online.

Assumindo uma postura pró-ativa, centrada na procura de soluções eficazes, a SUMA procura promover a cidadania ativa e atuar numa perspetiva de mudança, desenvolvimento e responsabilidade social, integrando na sua visão e estratégia de desenvolvimento, um compromisso firme com um modelo de gestão ética, social e ambientalmente responsável.

É nesse sentido que este projeto de sustentabilidade ambiental se compromete com valores de expressão solidária, associando-se o processo produtivo destes artigos a instituições de proteção social e microempresas, aspeto que determina a persecução da missão social da SUMA no desenvolvimento de novas competências junto dos trabalhadores integrados e da sua inclusão profissional e pessoal.