SUMA alerta para a valorização de óleos usados

Destinada a alertar a população para o correto encaminhamento dos óleos alimentares usados, apelando à reciclagem deste resíduo, a campanha “Não deite recursos pelo cano!” assume-se como ferramenta de apoio aos municípios que pretendam implementar ou maximizar os resultados dos sistemas de recolha de óleos.

A associação direta com a questão da poluição das águas e dos solos, e dos custos em que se traduz a manutenção das canalizações domésticas e das ETAR devido à corrosão dos canos e obstrução dos filtros – consequência do lançamento dos óleos nas redes de drenagem de águas residuais -, são os principais motivos apresentados para justificar a mudança comportamental das populações, no que toca ao velho gesto de deitar os óleos de cozinha usados pela canalização.

A campanha lembra ainda que um litro de óleo contamina água equivalente à consumida por uma pessoa durante 15 anos, e os elevados custos públicos e privados que isso representa, quer a nível de poluição de água e de solos, quer de tratamento das águas e redução do tempo de duração das canalizações domésticas.

A campanha foi lançada em 2014, tendo sido implementada junto das comunidades escolares de 1.º ciclo dos municípios de Ílhavo e de Condeixa-a-Nova, através de um método expositivo e dinâmico, com recurso a uma animação repleta de humor, em que um fantoche-gotinha azul e outro gotinha-laranja se reclamam incompatíveis, apesar de próximas e familiares.

No decorrer das intervenções, foram distribuídos cantis, monofolhas e tiras informativas, para reforço e divulgação das informações transmitidas. No município de Ílhavo, a ação foi ainda alargada ao público em geral, com a inserção de um anúncio na newsletter da autarquia, estando prevista, para Condeixa-a-Nova, a decoração da viatura de recolha com mensagens de sensibilização.

Um filme das gotinhas que protagonizam a campanha “Não deite recursos pelo cano!” está também disponível no espaço de educação ambiental da SUMA na plataforma MEO Kids e no canal Youtube da SUMA.